Infiltrados: alunos de Jornalismo da Fagoc sentem "na pele" diferentes profissões


Andreza Martins, Juliano Oliveira e Valnice Massardi são os alunos envolvidos no projeto denonimado Infiltrados. Os estudantes do oitavo período de Jornalismo da Fagoc contam que a ideia do programa é que o repórter possa vivenciar de perto aulas de alguma modalidade de atividade física, profissão ou hobby.

Até o momento, os acadêmicos já se "infiltraram" em aulas de Muay thai, CrossFit, Parkour, Tênis, Zumba, Dança de Rua, além de mostrarem as curiosidades do Motociclismo. Os vídeos estão disponíveis na página do programa no Facebook.  

 

jornalismo fagoc

 

“O projeto nos tirou da sala de aula e nos levou para a realidade de ser jornalista: apurar, pesquisar, produzir, editar e divulgar. Aprendi tudo com esse trabalho”, conta Andreza.

 

Ela lembra que a iniciativa nasceu em 2015 na disciplina do professor Fausto Coimbra. “O infiltrados era um quadro de um programa chamado Esporte Universitário, mas se tornou o mais popular entre as atrações e, em 2016, voltamos a realizar o trabalho somente com o Infiltrados”, explica.

 

A estudante ainda afirma que o desejo dos formandos é continuar com as produções mesmo após o término da graduação. “A ideia é levá-lo para a nossa vida profissional”.

 

O primeiro vídeo foi veiculado no dia 26 de novembro de 2015.

 

Para Valnice, que está envolvida desde o início, o projeto proporcionou seu amadurecimento em frente às câmeras e também na edição. “Eu participo desde o primeiro vídeo do Infiltrados e acompanhei de perto seu desenvolvimento. Espero levar o projeto, que começou na faculdade, para o mercado e quem sabe montar um negócio a partir dele”, almeja.



Infiltrados: alunos de Jornalismo da Fagoc sentem "na pele" diferentes profissões

Facebook