Atendimento via chat
Atendimento via chat

Combate à Violência Obstétrica é assunto trabalhado em cursos de Saúde da Fagoc

Neste ano, Minas Gerais instituiu a Semana Estadual do Combate à Violência Obstétrica em Minas, celebrada entre os dias 8 e 14 de março.


O atendimento humanizado à gestante, à parturiente e à mulher em situação de abortamento foi um assunto que esteve em pauta nos cursos de Enfermagem e Medicina da Fagoc durante esse mês de março. Isso porque, neste ano, Minas Gerais instituiu a Semana Estadual do Combate à Violência Obstétrica, celebrada entre os dias 8 e 14 de março.

 

A data foi estipulada a fim de chamar a atenção sobre práticas que restrinjam direitos garantidos por lei às gestantes e às parturientes. Um dos exemplos é a lei 23.175/18, sancionada no final de 2018 e que condena uma série de procedimentos humilhantes e práticas que violem a privacidade e autonomia da mulher.

 

“A Fagoc tem grande responsabilidade no que diz respeito ao tratamento desse assunto, principalmente, quando se trata de uma faculdade que tem o curso de Medicina e curso de Enfermagem que irá formar profissionais que irão atuar diretamente com esse assunto”, defende a coordenadora de Enfermagem e professora de Medicina, France Coelho.

 

Essas e outras políticas públicas de saúde são alvo de estudos dos alunos tanto de Enfermagem quanto Medicina. De acordo com a professora de Medicina, Maria Augusta Oliveira, o objetivo é que, quando terminarem a graduação, eles saibam como “se embasar naquilo que é o direito e dever deles enquanto profissionais de saúde”, explica.

 

No vídeo a abaixo, confira a explicação das professoras France e Maria Augusta sobre o assunto...