Atendimento via chat
Atendimento via chat

Fagoc se torna Centro Universitário

A notícia foi divulgada na terça-feira (05), durante uma reunião com os colaboradores promovida especialmente para celebrar essa conquista.


 

Foi publicada a portaria N. 1.079 do Ministério da Educação (MEC) que credencia a Fagoc como um Centro Universitário. A notícia foi divulgada na terça-feira (05), durante uma reunião com os colaboradores promovida especialmente para celebrar essa conquista.

 

Clique AQUI e veja as fotos da comemoração.

 


"Para gente que está desde o começo é um fato que é muito forte.  Estou aqui desde os 135 alunos alunos iniciais. Foi uma batalha! Eu, hoje, quero só agradecer muito a todos que passaram; ao nosso corpo de direção; a nossa mantenedora, que eu represento, e a vocês! Não seria dessa forma se não tivéssemos no embalo que estamos", comemora o presidente da mantenedora da Fagoc, Ricardo Couto.


No planejamento inicial, o credenciamento como Centro Universitário estava previsto para 2020. Entre as conquistas da Fagoc que contribuiram para esse resultado está o Conceito Institucional 4 - numa escala que vai de 1 a 5 - alcançado em 2018 durante o processo de recredenciamento. Isso porque o bom desempenho no avaliação era um dos critérios para que a instituição conseguissem o novo credenciamento.

 

Direção da Fagoc durante a divulgação do credenciamento da Fagoc como Centro Universitário.

 

"É só o começo da caminhada. Se manter nesta posição não vai ser fácil; vai ser difícil e vamos precisar da ajuda de cada colaborador, professor e aluno", afirma o reitor da instituição, Marcelo Andrade.
 

 

Com essa mudança, a instituição ganha mais autonomia. Enquanto faculdade, toda alteração depende da autorização do MEC. Como Centro Universitário, é possível planejar o futuro com mais liberdade.

 

Entre os benefícios de se tornar um Centro Universitário está a possibilidade de criar, organizar e extinguir cursos e programas de educação superior, além de poder emitir e registrar os diplomas dos alunos e ter um compromisso maior com pesquisa e atividade docente.

 


"Esta liberdade nos permite crescer ainda mais. Expandir as áreas de ensino e educação da instituição para que possamos transformar a vida dos nossos alunos’", explica o pró-reitor Acadêmico, Marcelo Daibert.