Atendimento via chat
Atendimento via chat

Fies passa a ter novos critérios para o primeiro semestre de 2016


Na segunda-feira (14), a portaria que regulamenta os novos critérios para o processo seletivo do primeiro semestre de 2016 do Fundo de Financiamento Estudantil – Fies foi publicada no Diário Oficial da União.

Os critérios para seleção levam em conta as regiões do país que tenham menor Índice de Desenvolvimento Humano – IDH e o número de estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem. As microrregiões com maior prioridade serão definidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. De acordo com o portal do Ministério da Educação - MEC, os critérios a serem apontados são:

 

  • A demanda por educação superior, calculada a partir de dados do Enem.
  • A demanda por financiamento estudantil, calculada a partir de dados do Fies em 2015.
  • O Indice de Desenvolvimento Humano Municipal - IDHM da microrregião, calculado a partir da média dos municípios, com base nos estudos desenvolvidos pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento Brasil (Pnud), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pela Fundação João Pinheiro.


Conforme a publicação, os cursos nas áreas de saúde, engenharias e formação de professores terão prioridade por serem considerados importantes para o crescimento do país. Outro fator são as graduações com conceito 5 e 4 nas avaliações feitas pelo Sistema Nacional da Avaliação do Ensino Superior – Sinaes, já que o principal intuito é aumentar a qualidade das vagas oferecidas.

Os estudantes que desejam participar devem ter realizado algumas das edições, a partir de 2010, do ENEM e ter obtido a nota mínima de 450 pontos e não ter zerado a redação. O candidato também precisa comprovar sua renda familiar, que deve ser de até dois e meio salários mínimos por pessoa.

Fonte: Portal do Ministério da Educação