Atendimento via chat
Atendimento via chat

Medicina UniFagoc promove treinamento de Prevenção de Acidentes Perfurocortantes ou Biológicos


 

O curso de Medicina da UniFagoc realizou um treinamento de Prevenção de Acidentes Perfurocortantes ou Biológicos para os alunos do 9º, 10º e 11º períodos que estãos aptos ao Internato Médico, na quarta-feira (17), no auditório Ary Barroso. Clique AQUI e confira as fotos.

 

A iniciativa contou com uma palestra ministrada pelo presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), Jorge Balbino, que é o responsável pelo Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS) da Medicina UniFagoc. Ele abordou temas como Orientação Quanto ao Uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI); Medidas de Prevenção de Acidentes; Riscos Ambientais e Ergonomia. 

 

Para a ocasião, também foi convidada a enfermeira e coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente e do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Santa Isabel, Geane Lopes, que falou com os alunos sobre a importância de lavar as mãos, colocar a luva e o capote cirúrgico para evitar a contaminação de um paciente para o outro. 

 

Jorge Balbino e Geane Lopes durante o treinamento

 

Queremos diminuir e até mesmo eliminar o número de acidentes perfurocortantes ou biológicos com nossos alunos do internato e para isso é preciso instruí-los. Primeiramente, trouxemos os estudantes e logo iremos trazer os preceptores que são os responsáveis por eles”, explica a supervisora de laboratório da instituição Alisânia Santos Agatão.

 

 

Na imagem, a supervisora de laboratório da instituição Alisânia Santos Agatão.

 

É no Internato Médico que o aluno tem a oportunidade de aprimorar os atos médicos e conhecimentos aprendidos nos períodos anteriores do curso. Na UniFagoc, essa etapa tem a duração de 4 semestres letivos em um total de 2.760 horas, o que corresponde a 35% de toda a carga horária da graduação.

 

A aluna do nono período que deu início ao internato recentemente Letícia Vieira afirma que “este treinamento é de grande importância porque não sabemos o mal que estamos fazendo a nós mesmos. A demonstração que eles fizeram de como colocar o EPI, ensinando a ordem, foi muito útil para tirar muitas dúvidas. Nós vamos colher os frutos deste treinamento em breve, não só com a redução de problemas relacionados ao internato, mas também quanto ao próprio hospital, porque os alunos vão se tornar aptos a capacitar outras pessoas”.