Atendimento via chat
Atendimento via chat

Novos médicos: alunos da segunda turma de Medicina do UNIFAGOC antecipam Colação de Grau

Novos profissionais já começaram a atuar na linha de frente no enfrentamento à Covid-19


A faculdade de Medicina do Centro Universitário Governador Ozanam Coelho (UNIFAGOC) realizou, no dia 11 de setembro, a Colação de Grau de mais 15 alunos, que receberam a certificação como médicos e médicas. Os novos profissionais puderam antecipar a formatura em razão da Medida Provisória (MP) nº 934/2020, publicada no dia 1º de abril, em decorrência da pandemia pela Covid-19. A medida autorizada pelo Ministério da Educação tem caráter excepcional e valerá enquanto durar a situação de emergência na saúde pública em decorrência da pandemia.
 

As fotos estão disponíveis AQUI. 
 

Realizado no auditório Ary Barroso, campus do UNIFAGOC, o ato de colação de grau aconteceu de forma individual para cada aluno, com hora marcada. O local que contém totens de álcool em gel foi higienizado pela equipe de limpeza da instituição. Além disso, foi respeitada a distância mínima para cada pessoa e todos com a utilização de máscara de proteção. Como forma de tornar o momento mais especial para os formandos, foi permitido a participação de no máximo dois convidados por eles. 

 

 

Os novos médicos e médicas receberam o certificado de conclusão das mãos do vice-reitor do UNIFAGOC, Leonardo Couto, e do professor e paraninfo da turma, Dr. José de Alencar Ribeiro Neto. Esteve presente também a secretária-geral do Centro Universitário, Jéssika Mello. 

 

“Mais uma vez, infelizmente, não foi da forma como a gente gostaria. Nós gostaríamos que fosse mais uma atividade festiva, mas o momento não nos permite”, destaca o vice-reitor. Ele lembra que esses alunos teriam a colação de grau realizada em dezembro, “mas em razão da antecipação, autorizada pelo Governo Federal, eles puderam antecipar para que possam enfrentar a pandemia na linha de frente, atuando como médicos, ajudando a população da nossa região e de Minas Gerais”, reforça.


 

Segundo Leonardo Couto, “a expectativa é que a outra parte dessa segunda turma receba os diplomas em outubro, quando eles alcançarão os 75% da fase do internato”.