Atendimento via chat
Atendimento via chat

O Governo de Minas alerta: Com o Aedes não se brinca!


 

O subsecretário de Vigilância e apoio à Saúde, Rodrigo Fabiano do Carmo Said, no  I Seminário Regional de Doenças Transmitidas pelo Aedes, divulgou dados alarmantes a respeito da situação epidemiológica das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. Apesar da diminuição dos casos no primeiro semestre de 2017 em relação ao ano anterior, até o presente momento, Minas teve o total de 44.644 casos de dengue, zika e chikungunya.


 

Neste momento, a maior preocupação tem sido em relação à chikungunya. Os casos da doença aumentaram drasticamente no estado de Minas Gerais, cerca de 4.000% em relação ao ano de 2016. Em janeiro de 2017, a circulação do vírus estava confirmada em  65 municípios. Em novembro, este número aumentou consideravelmente, chegando a 212 municípios com casos confirmados.

 

Como 80% dos focos estão nas residências, a campanha “Com o Aedes não se brinca” foi criada com o objetivo de mobilizar os cidadãos e promover as ações de prevenção e controle do vetor transmissor. Todo o material gráfico produzido para a campanha está disponível para download no site do governo. Todo conteúdo pode ser veiculado e reproduzido por toda população, desde que seja preservado e respeitado o conteúdo original e a ficha técnica. Clique aqui para acessá-lo.